Centro de Documentação e Memória (CDM)
Revista Problemas - Revista Problemas

Experiências do PCUS: O Estudo e a Divulgação da Experiência do Trabalho de Propaganda

A. Skaba Publicado em 15.03.2012

O estudo, a generalização e a divulgação da experiência adquirida pelo trabalho de propaganda constitui uma das condições importantes para se elevar a qualidade e o nível ideológico dos trabalhos na rede da educação partidária. Baseando-se na experiência de vanguarda, as organizações do Partido têm a possibilidade de dirigir melhor o ensino político e de acabar mais rapidamente com as deficiências. O estudo e a divulgação da experiência possuem grande significação no aperfeiçoamento dos quadros de propagandistas, em particular os jovens.

As organizações do Partido na região de Kharkov intensificam sua atenção no estudo e divulgação da experiência adquirida pela propaganda partidária. A vida apresenta exigências novas e cada vez mais elevadas à direção da educação partidária por parte das organizações do Partido. Os comitês distritais, os comitês urbanos, e os organismos de base do Partido atendem com tanto maior êxito a essas exigências quanto mais completamente consideram e põem em prática a experiência positiva adquirida com o aprendizado político.

A prática revela que as organizações do Partido em algumas regiões cuidam principalmente do aspecto orgânico do aprendizado político e pouco examinam o conteúdo ideológico dos estudos. Corrigindo essa deficiência, conseguimos que as organizações do Partido realizem o controle diário da qualidade do aprendizado político, assegurem o elevado nível ideológico e teórico de cada aula na escola e no círculo e de cada conferência e consulta. Nesse mesmo sentido realiza-se o estudo, e a divulgação, da experiência adquirida no trabalho de propaganda. Esforçamo-nos no sentido de que sejam escolhidas para estudo as mais importantes questões da educação partidária e que sejam profundamente analisadas.

O estudo individual das obras dos clássicos do marxismo-leninismo é o método principal do domínio da teoria marxista-leninista. Nas organizações do Partido na região de Kharkov aumenta de ano para ano o número de comunistas e de sem-partido que estudam individualmente a história e a teoria do Partido Bolchevique. Levando isto em conta, as organizações do Partido começaram a cuidar mais da análise da auto-educação política. Com o objetivo de trocar experiências adquiridas com o estudo individual, os comitês urbanos e distritais e os organismos de base do Partido realizam conferências dos comunistas que estudam individualmente. Começou-se a estudar mais profundamente a organização das conferências e consultas de ajuda aos que estudam individualmente a teoria marxista-leninista.

Consideremos, por exemplo, a organização urbana do Partido em Kharkov. Durante o atual ano letivo, o comitê urbano e os comitês distritais do Partido em Kharkov realizaram algum trabalho de estudo da experiência adquirida pelos consultores-suplentes, que representam sério papel no melhoramento da organização da auto-educação política.

No distrito Stálin, de Kharkov, realizou-se no começo do atual ano letivo uma conferência de consultores. Seus participantes trocaram opiniões sobre a maneira de como realizar as consultas individuais e de grupo com os que estudam individualmente a história e a teoria do Partido Bolchevique, e de como ajudá-los na elaboração de sumários, (na seleção da literatura, e fizeram uma série de sugestões e observações críticas endereçadas ao comitê distrital do Partido. Após a conferência, o comitê distrital do Partido enviou às organizações do Partido propagandistas preparados e professores de ciências sociais nas instituições de ensino superior, para prestar ajuda prática aos consultores-suplentes. Tudo isso contribuiu para a melhoria do trabalho de consulta no distrito. Recentemente o comitê distrital convocou novamente alguns consultores-suplentes para uma troca de experiências.

Por ocasião da conferência urbana de consultores-suplentes ligados ao comitê urbano do Partido em Kharkov, levantaram-se importantes problemas relativos ao trabalho de consultas. Os participantes da conferência trocaram opiniões sobre a maneira de elevar o nível ideológico e teórico das consultas. As consultas devem ser organizadas de modo que ajudem os que se entregam à auto-educação política a assimilar mais profundamente as idéias fundamentais das obras estudadas dos clássicos do marxismo-leninismo e a ligar as teses teóricas à vida, à atualidade — frisou-se por ocasião da conferência.

O camarada Poguibko, consultor-suplente, atende a um grupo de trabalhadores da ciência, médicos que estudam individualmente os trabalhos dos clássicos do marxismo-leninismo. O camarada Poguibko relatou à conferência a maneira pela qual, levando em conta o caráter dos interesses científicos desses camaradas, se esforça por revelar, em palestras com os mesmos, o conteúdo teórico das obras estudadas, à base de material que lhes é familiar. O consultor utiliza as mais modernas conquistas da ciência soviética e os materiais relativos aos debates científicos realizados durante os últimos anos sobre problemas de filosofia, biologia, fisiologia e lingüística. Um dos médicos não compreendia perfeitamente bem a ligação dos trabalhos de O. Lepechinskaia, sobre os problemas das formas não celulares da vida e o desenvolvimento das células com as teses teóricas expostas por Engels no "Anti-Dühring" quanto ao problema da origem e essência da vida. Em palestra com esse trabalhador da ciência, o camarada Poguibko percebeu que ele não havia compreendido, de maneira suficientemente profunda as considerações de Engels; o consultor ajudou-o a compreender que os trabalhos de O. Lepechinskaia partem das idéias desenvolvidas por Engels no "Anti-Dühring" e em "Dialética da Natureza", e as confirmam. Pelo exemplo concreto dos trabalhos de O. Lepechinskaia, o consultor demonstrou que aplicação criadora dos princípios do materialismo dialético faz com que a ciência progrida e possibilita a nossos sábios importantes descobertas.

Observou-se por ocasião da conferência ainda estarmos longe de conseguir que todas as consultas correspondam ao objetivo de se revelar profundamente o conteúdo ideológico das obras estudadas. Em palestras com os que cuidam da sua auto-educação política, alguns consultores dedicam atenção insuficiente às teses teóricas básicas desta ou daquela obra.

Observando que a consulta individual é a forma básica de trabalho do consultor, os participantes da conferência frisaram ao mesmo tempo a conveniência das consultas em grupo e das palestras teóricas com os comunistas que estudam uma e mesma obra.

Dedica-se grande atenção ao estudo da experiência adquirida pelos escalões superiores da educação partidária e que adquirem um peso específico cada vez maior no sistema do aprendizado marxista-leninista dós quadros. O estudo dessa experiência concorre para a melhoria da direção dos escalões superiores.

Em particular, a generalização da experiência adquirida pelos círculos de tipo superior de estudo da história do P. C. (b) da URSS tem importante significação. Aos dirigentes desses círculos apresenta-se a tarefa de conseguir que o estudo dos capítulos do "Pequeno Curso de História do P. C. (b) da URSS" e das obras correspondentes dos clássicos do marxismo-leninismo se realize em relação estreita e orgânica. Entretanto, o conhecimento do trabalho realizado por vários círculos de tipo superior ligados ao comitê urbano do Partido em Kharkov revelou que alguns propagandistas são fracos na realização dessa tarefa. Há casos em que os participantes dos círculos de tipo superior estudam as obras dos clássicos do marxismo-leninismo sem ligá-las ao estudo do "Pequeno Curso de História do P. C. (b) da URSS". Após haver estudado esta ou aquela obra, os circulistas não sabem muita vez mostrar, à base de fatos históricos, como foram aplicadas à atividade prática do Partido as teses teóricas que as obras contêm.

Não pode considerar-se justo o sistema segundo o qual nos círculos se estudam primeiramente os capítulos do "Pequeno Curso" e depois (separadamente) as obras correspondentes dos clássicos do marxismo-leninismo. Assim é que, por exemplo, por ocasião dos estudos realizados pelo círculo anexo à organização do Partido no Instituto Nacional de Planejamento das empresas da indústria do coque, primeiro se estudou o segundo capítulo do "Pequeno Curso" e somente depois disso os trabalhos de V. I. Lênin "Que fazer?" e de J. V. Stálin "A classe dos proletários e o Partido dos proletários". É de todo evidente que seria justo estudar o trabalho de V. I. Lênin "Que fazer?" em ligação direta com as secções correspondentes do segundo capítulo do "Pequeno Curso" porque essas secções caracterizam a situação histórica em que se criou a obra e nos fornecem uma profunda apreciação da significação histórica do célebre livro de Lênin e revelam suas idéias fundamentais. O trabalho de J. V. Stálin "A classe dos proletários e o Partido dos proletários" devia haver sido também estudado em ligação estreita e orgânica com as secções correspondentes do "Pequeno Curso".

Os dirigentes de alguns círculos não levam em consideração a circunstância de que — uma vez que os participantes tomaram conhecimento do conteúdo do "Pequeno Curso de História do P. C. (b) da URSS já no círculo de tipo básico — devemos dedicar nossa atenção principal, no círculo de tipo superior, ao estudo de outras obras dos clássicos estabelecidas pelo plano letivo. Dedicam, entretanto, pouco tempo ao estudo dessas obras, em conseqüência do que os trabalhos no círculo de tipo superior representam às vezes uma repetição dos trabalhos no círculo de tipo básico.

O comitê urbano do Partido convocou uma conferência de dirigentes de seminários e também de propagandistas dos círculos de tipo superior.

A exemplo do segundo e do nono tema, o militante do comitê urbano do Partido demonstrou, em sua comunicação, como devem ser organizados os trabalhos desses círculos. Realizou-se uma troca de opiniões quanto às questões mais importantes do trabalho dos círculos. Por proposta dos participantes da conferência o comitê urbano do Partido criou um seminário especial para os dirigentes dos seminários de propagandistas dos círculos de tipo superior.

A elevação do nível ideológico e teórico dos estudos depende da maneira por que se organiza o trabalho com os propagandistas. É particularmente grande a significação dos seminários de propagandistas como forma fundamental de ajuda teórica e metodológica aos dirigentes das escolas e dos círculos e aos consultores-suplentes. Levando isso em conta, a secção de propaganda e agitação ligada ao comitê regional do Partido estudou durante o atual ano letivo a experiência adquirida pelo trabalho dos seminários de propagandistas.

Dedicou-se atenção particular aos seminários de propagandistas em funcionamento no distrito de Djerjinski, da cidade de Kharkov, porque esse distrito acumulou alguma experiência positiva de estudos em seminários. Um grupo de militantes do comitê regional do Partido, dirigido pelo sub-chefe da secção de propaganda e agitação, estudou a organização do trabalho dos seminários de propagandistas, observou como os dirigentes dos seminários e os propagandistas se preparam para os trabalhos; qual é o nível das conferências pronunciadas e também o nível em que se realiza o debate dos problemas ligados à teoria e à metodologia; como se acha organizada a troca de experiências quanto à realização dos trabalhos nos círculos e escolas, e como o comitê distrital do Partido dirige o estudo dos propagandistas.

Chegou-se, por fim, a uma série de conclusões que explicam o nível relativamente elevado alcançado pelo trabalho dos seminários no distrito de Djerjinski. A seleção cuidadosa dos dirigentes dos seminários representou sério papel no melhoramento dos trabalhos dos seminários; os dirigentes são escolhidos exclusivamente entre o número de comunistas teoricamente preparados que têm suficiente experiência de propaganda. O comitê distrital conseguiu organizar de maneira precisa os estudos nos seminários; antes de se iniciar o ano letivo elaborou-se um horário, que foi observado à risca. Os trabalhos começaram a ser melhor preparados; as conferências lidas nos seminários são, via de regra, discutidas preliminarmente na secção de propaganda e agitação do comitê distrital. No gabinete do Partido se acha organizado o plantão diário de consultores-suplentes; ao se prepararem para os trabalhos no seminário, os propagandistas sempre podem conseguir esclarecimentos, que os suplentes prestam.

Nos trabalhos dos seminários não só se lêem conferências sobre teoria e metodologia, como também se organiza uma discussão viva dos problemas estudados. Assim, de maneira muito viva se realizaram, no seminário de propagandistas dos círculos de tipo superior para o estudo da história do P. C. (b) da URSS, os trabalhos dedicados às obras de J. V. Stálin "Os Fundamentos do Leninismo" e "Questões do Leninismo". Os participantes assimilaram profundamente o conteúdo dos trabalhos estudados e com habilidade ligaram as teses teóricas aos problemas da atualidade. Orientando-se pelas teses de Stálin, caracterizaram circunstanciadamente o regime de democracia popular que se consolidou em vários países da Europa Central e Sul-Oriental e que representa uma nova forma de ditadura do proletariado. O debate vivo contribui para que os dirigentes dos seminários apresentem sérias exigências aos propagandistas e controlem o estudo pelos mesmos de toda a literatura recomendada e o conteúdo dos sumários que elaboram.

O comitê distrital do Partido zela por que se torne patrimônio de todos os dirigentes das escolas e círculos tudo o que há de melhor na prática dos propagandistas.

Dedicaram-se algumas reuniões dos seminários à troca de experiências. Em uma dessas reuniões, os dirigentes do segundo ano dos círculos do tipo superior de estudo debateram as seguintes questões: como os participantes dos círculos se preparam para os trabalhos; como incorporá-los a todos na palestra ativa; como formular as questões apresentadas a debate no círculo; como o propagandista deve formular sua intervenção de encerramento; como ligar à atualidade, o material estudado. Essas questões foram comunicadas aos propagandistas com antecedência, para que, sob esse ponto-de-vista, analisassem sua atividade e se preparassem para intervir no seminário. O dirigente do seminário compareceu a três círculos. Tudo isso garantiu uma ativa troca de experiências durante os trabalhos do seminário e contribuiu para a elevação do nível de trabalho nos círculos.

No processo do estudo revelaram-se igualmente deficiências na realização dos seminários. Algumas conferências lidas nos seminários não analisaram de maneira suficientemente profunda as questões mais importantes do tema, e as teses teóricas foram fracamente ligadas à atualidade. Na conferência sobre o tema "O Partido Bolchevique na luta pelo coroamento da construção do socialismo e pela passagem gradual ao comunismo durante os anos de pré-guerra" — lida no seminário de dirigentes dos círculos de tipo superior — não se desmascarou com o necessário rigor a política de "não-intervenção" e de conivência com a agressão posta em prática durante os anos de pré-guerra pelos governos da Inglaterra, da França e dos Estados Unidos e sua aspiração a encaminhar a agressão do fascismo alemão para o leste — contra a URSS. Na conferência sobre a metodologia dos estudos desse tema enumeraram-se apenas as questões que o propagandista deve esclarecer em sua exposição e no decurso da palestra; não se deram, entretanto, conselhos sobre a melhor maneira de transmitir aos presentes as teses teóricas básicas das obras estudadas.

Contatou-se que o comitê distrital em Djerjinski dispensou do comparecimento aos seminários, sem razão plausível, uma parte dos propagandistas. Os propagandistas que não estiveram presentes aos seminários foram convidados a comparecer ao comitê distrital do Partido; em palestra com os mesmos foram demonstradas, à base de exemplos concretos, as omissões essenciais que muitos deles cometem, ao realizarem os estudos, por motivo de sua insuficiente preparação teórica e metodológica e porque não participam dos seminários. O comitê distrital intensificou o controle da freqüência aos seminários. Tudo isso repercutiu de maneira positiva sobre o trabalho dos propagandistas.

O comitê regional do Partido tomou providências para que se tornasse também patrimônio de outras organizações do Partido tudo o que há de valioso no trabalho dos seminários de propagandistas no distrito de Djerjinsk. Por ocasião da conferência regional dos propagandistas e também nas páginas do jornal da região se transmitia experiência adquirida pelos seminários de propagandistas do distrito de Djerjinski.

O estudo e a generalização da experiência positiva ajuda a descobrir mais profundamente e acabar com maior rapidez a maneira errônea ainda existente no trabalho com os propagandistas. Imediatamente após tomar conhecimento da experiência adquirida pelos seminários de propagandistas no distrito de Djerjinski, o comitê regional do Partido estudou a organização dos trabalhos nos seminários do distrito de Zatchepilov. À luz da experiência positiva acumulada pela organização do Partido no distrito de Djerjinski, revelaram-se de maneira particularmente clara grandes falhas no trabalho com os propagandistas, deficiências essas admitidas pelo comitê distrital do Partido em Zatchepilov. O comitê distrital deu um caráter de campanha à organização do estudo dos dirigentes das escolas políticas e dos círculos. Realizando no começo do ano letivo dois seminários de propagandistas, o comitê distrital não os convocou posteriormente no decurso de alguns meses. Os propagandistas, sem conseguir a necessária ajuda teórica e metodológica, realizaram os trabalhos da forma por que cada qual pôde; baixou o nível ideológico e teórico dos estudos.

Após analisar o estado do trabalho com os propagandistas no distrito de Zatchepilov, o bureau do comitê regional tomou medidas concretas que concorreram para a elevação do nível da educação partidária no distrito. A elaboração dessas providências e sua realização na prática foram consideravelmente facilitadas pelo fato de o comitê regional basear-se na experiência anteriormente estudada e generalizada que se adquirira no trabalho com os propagandistas em outros distritos.

A experiência adquirida pelo comitê distrital de Djerjinski levou-nos a concluir pela necessidade de utilizarmos melhor os seminários de propagandistas como a forma mais importante de estudo e generalização da prática da propaganda partidária. É justamente nos seminários que funcionam permanentemente — e que abrangem tanto os quadros de propagandistas mais experimentados como os jovens quadros de propagandistas — que se pode e deve realizar um trabalho sistemático para a troca de experiências, e seu estudo e generalização.

Durante o atual ano letivo os comitês do Partido começaram a pôr em prática, com maior freqüência, nos seminários, o debate das informações sobre a experiência adquirida por alguns propagandistas. Essas informações são muito úteis se na realidade o propagandista tem algo a comunicar e se o comitê do Partido o ajuda a selecionar, analisar e generalizar os fatos.

O camarada Smírnov, propagandista ligado à organização do Partido na fábrica "Djerjinski", interveio em um dos seminários de propagandistas junto ao comitê urbano do Partido em Izium. Durante dois anos dirigiu um círculo de tipo básico de estudo da história do P. C. (b) da URSS e já faz dois anos que dirige o círculo de tipo superior. Durante todos esses anos a composição dos membros do círculo é no fundamental a mesma. Recebem no círculo conhecimentos profundos e sólidos e participam ativamente das palestras; muitos deles são agitadores.

O camarada Smírov conta no seminário como consegue um trabalho eficiente do círculo. Dedica sua maior atenção a que todos os participantes estudem individualmente. Os circulistas preparam-se para os trabalhos consultando as obras dos clássicos e elaboram sumários. O propagandista zela por que os participantes se utilizem de bibliotecas constituídas de obras dos clássicos do marxismo-leninismo.

Os participantes do seminário de propagandistas ouviram com interesse a intervenção do camarada Smírnov e lhe fizeram muitas perguntas. Atualmente sua experiência é aproveitada Por muitos propagandistas da cidade de Izium.

Nos seminários de propagandistas de Kharkov analisam-se as notas taquigráficas dos estudos nas escolas políticas e nos círculos; os consultores ligados aos gabinetes do Partido criticam previamente as notas taquigráficas. Alguns comitês distritais do Partido enviam às escolas e aos círculos propagandistas qualificados; após visitarem várias vezes o mesmo círculo ou escola política, esses camaradas intervêm nos trabalhos dos seminários, generalizam os aspectos positivos e criticam os aspectos negativos no trabalho do círculo e da escola.

As formas e os métodos de estudar e divulgar a experiência da propaganda partidária são variados. É necessário que as organizações do Partido os utilizem com habilidade.

As conferências e os seminários de curta duração de diferentes grupos de propagandistas, convocados pelos comitês distritais e pelos comitês urbanos, e também pelo comitê regional do Partido, têm uma divulgação cada vez mais ampla. Os participantes dessas conferências e seminários trocam experiências e no local tomam conhecimento dos melhores métodos de trabalho. Por exemplo: os participantes do seminário regional que se realizou no atual ano letivo entre os chefes dos gabinetes do Partido dos comitês urbanos e distritais visitaram o gabinete do Partido do comitê distrital do P. C. (b) da Ucrânia em Krasnozavod, que é um dos melhores de Kharkov. Os participantes do seminário ouviram um informe sobre a experiência adquirida pelo gabinete do Partido e tomaram conhecimento de sua atividade.

O gabinete do Partido do comitê distrital de Krasnozavod presta apreciável ajuda aos propagandistas e também aos comunistas que estudam individualmente a teoria. Ali se acha organizada uma boa exposição de material didático sobre cada capítulo do "Pequeno Curso de História do P. C. (b) da URSS"; existem relações da literatura recomendável aos que estudam individualmente e aos propagandistas; estão reunidos os melhores ensaios, os planos e sumários de conferências, notas taquigráficas dos estudos nos círculos e nas escolas, e também materiais sobre as realizações do distrito e sobre os vanguardeiros da produção. O comitê distrital do Partido analisa sistematicamente os planos de trabalho do gabinete do Partido e os discute preliminarmente com os propagandistas e com os ativistas do Partido; isso permite saber suas necessidades e ajudá-los a tempo. A visita ao gabinete do Partido do comitê distrital de Krasnozavod foi útil aos chefes dos gabinetes do Partido nos distritos e nas cidades.

Durante o atual ano letivo os comitês urbanos e os comitês distritais do Partido intensificaram o controle da qualidade do aprendizado marxista-leninista por ocasião das reuniões dos bureaux dos comitês distritais e urbanos do Partido, discute-se o conteúdo dos estudos nos círculos e escolas e também o conteúdo das conferências e consultas. É importante que o debate desses problemas e das resoluções tomadas pelos comitês do Partido contribuam para uma profunda generalização da prática do trabalho de propaganda. A resolução do comitê do Partido alcança seu objetivo quando contém uma análise concreta da experiência positiva, revela as deficiências mais graves e indica os caminhos para a extinção dessas.

Por ocasião da reunião do bureau do comitê urbano do P. C. (b) da Ucrânia em Kharkov, durante o atual ano letivo, discutiu-se a conferência pronunciada pelo conferencista-suplente subordinado ao comitê distrital do Partido em Lênin sobre o tema: "O desenvolvimento como passagem das transformações quantitativas em transformações radicais qualitativas". Um estudo da situação em que se encontra a propaganda realizada nos distritos através de conferências precedeu ao debate. A conferência foi preliminarmente taquigrafada; qualificados professores dos fundamentos do marxismo-leninismo nas escolas superiores de Kharkov fizeram a crítica da conferência; os membros do bureau do comitê urbano tomaram conhecimento das notas taquigráficas. Tudo isso permitiu que, nos debates sobre a conferência realizados na sessão do bureau do comitê urbano, assim como na resolução a respeito, fossem apreciados os aspectos positivos da mesma e descobertas suas falhas.

O bureau do comitê urbano observou que o conferencista elucidara de maneira justa os problemas fundamentais do tema e ao revelar várias teses teóricas se baseara nas conquistas mais modernas da ciência soviética no domínio das ciências naturais. Ao mesmo tempo se apontaram sérias lacunas inerentes não só à conferência em debate mas também a algumas outras conferências sobre temas filosóficos. O conferencista referiu-se de maneira insuficientemente profunda ao elemento novo que se contém no genial trabalho de J. V. Stálin "O Marxismo e os Problemas de Lingüística" quanto à questão das formas dos saltos; a conferência se refere sem a necessária agudeza política à essência do reformismo, e mostra sem o necessário vigor que a política reacionária dos atuais socialistas de direita constitui um dos principais esteios ideológicos do imperialismo americano e inglês. A conferência acha-se sobrecarregada de exemplos e ilustrações, em conseqüência do que algumas importantes teses teóricas não se acham desenvolvidas com a necessária profundeza. Em sua resolução o bureau do comitê urbano obriga os comitês distritais do Partido a intensificar o controle da qualidade das conferências e a prestar ajuda diária aos conferencistas.

Deve reconhecer-se que nem todas as resoluções sobre os problemas da propaganda partidária aprovadas pelos comitês urbanos e pelos comitês distritais correspondem na medida justa às tarefas de elevação do nível ideológico do estudo do marxismo-leninismo. Não são raros os casos em que a análise do conteúdo dos estudos realizados pelos círculos e escolas e também das conferências e consultas é substituída por apreciações gerais, estereotipadas, que assinalam digamos — "o insuficiente nível ideológico e teórico dos estudos" e por indicações, também gerais, sobre a necessidade de se erguer esse nível à "devida altura". Durante as reuniões do bureau do comitê distrital de Kupian no corrente ano letivo ouviram-se, por várias vezes, os relatórios apresentados pelos propagandistas e secretários dos organismos de base do Partido sobre o estado em que se encontra o aprendizado político; entretanto, as resoluções aprovadas pelo comitê distrital são pobres de conteúdo, parecem-se uma à outra e não refletem as particularidades no trabalho desta ou daquela escola ou círculo.

É muito importante conseguir que os organismos de base do Partido exerçam influência mais ativa sobre o estado do aprendizado marxista-leninista dos comunistas; para isso é necessário que, à base de experiências concretas, se ensine aos secretários dos organismos de base como deve ser melhorada a organização da educação política. Em alguns distritos de Kharkov usa-se a seguinte forma de trabalhar com os secretários dos organismos de base do Partido: os representantes do comitê distrital do Partido estudam o conteúdo dos trabalhos das escolas e dos círculos existentes nesta ou naquela organização do Partido e, depois, em conjunto com o secretário do organismo do Partido e os dirigentes dos círculos e escolas, analisam circunstanciadamente essa experiência. Recebendo no local ajuda qualificada, os secretários dos organismos do Partido começam a dar ajuda mais ativa aos propagandistas na preparação e realização dos estudos.

Os plenos dos comitês distritais e dos comitês urbanos do Partido e as assembléias dos organismos de base do Partido começaram ultimamente a discutir com maior freqüência os problemas relativos à propaganda partidária. O debate apresenta muitos elementos valiosos para a generalização da experiência que se adquiriu, se as questões são cuidadosamente preparadas e se os plenos e assembléias são precedidos de um estudo circunstanciado e profundo das condições em que se encontra a propaganda partidária.

Os comitês distritais e os comitês urbanos do Partido podem organizar bem o estudo e a divulgação da experiência adquirida com o aprendizado político, no caso de utilizarem bem os gabinetes do Partido. Os gabinetes do Partido dos comitês urbanos e dos comitês distritais do Partido acham-se em condições de — como demonstra a prática — realizar um variado trabalho de estudo e divulgação da experiência adquirida pela propaganda do marxismo-leninismo. Com a ajuda dos consultores-titulares e suplentes, nossos melhores gabinetes do Partido mantêm uma ligação viva com os organismos de base do Partido e com os propagandistas, e estudam no local o conteúdo dos trabalhos realizados pelos círculos e pelas escolas. Nos gabinetes do Partido realizam-se numerosas conferências para trocar experiências adquiridas no trabalho de propaganda e no estudo individual da teoria. Ali se reúnem os materiais que generalizam a experiência adquirida pelos melhores propagandistas, círculos e escolas, e selecionam-se recortes de jornais e revistas e também folhetos relativos à prática do trabalho de propaganda.

Os jornais regionais e também muitos jornais distritais começaram a publicar com maior freqüência artigos e correspondências relativos à experiência adquirida com o trabalho de propaganda. Por exemplo: o jornal regional "Kharkov Socialista" no decurso do ano letivo publicou artigos sobre a experiência adquirida pelos propagandistas, sobre a experiência do estudo individual da teoria marxista leninista, sobre a atividade dos gabinetes do Partido e a direção do aprendizado político pelas organizações do Partido.

Entretanto, ainda é de maneira insuficientemente profunda que os jornais esclarecem, o conteúdo dos estudos; além disso, não levantam alguns problemas importantes relativos ao aprendizado político. Os jornais regionais "A Bandeira Vermelha" e "Kharkov Socialista" pouco escrevem, ainda, a respeito da organização e do conteúdo do aprendizado marxista-leninista dos trabalhadores da ciência, da literatura e da arte dos professores e médicos; raramente surgem artigos sobre a organização da educação partidária nos distritos agrícolas. Nos jornais regionais e também distritais e urbanos ainda podem encontrar-se artigos superficiais que não revelam as causas das deficiências que se observam no aprendizado político.

A editora da região dá os primeiros passos no estudo e divulgação da experiência positiva acumulada pela propaganda partidária: o folheto "A auto-formação política dos comunistas", publicado pela editora regional, refere-se à experiência adquirida com o estudo individual da teoria marxista-leninista na organização urbana do Partido em Kharkov. Publicou-se também um folheto sobre a atividade das escolas políticas: "O Primeiro Grau da Educação Partidária". É lamentável que esse folheto não se refira à grande experiência acumulada pelos propagandistas das escolas políticas; há nele formulações confusas e se aprova a condenável prática da realização de estudos "padronizados". O comitê regional do Partido toma medidas para melhorar a atividade da editora no domínio do estudo e generalização da experiência adquirida pela propaganda partidária.

Estamos ao fim do ano letivo no sistema da educação partidária. Apresenta-se, assim, às organizações do Partido na região de Kharkov a seguinte tarefa: estudar profundamente e generalizar a experiência acumulada durante o atual ano letivo na rede da educação partidária, a fim de assegurar maior ascenso da propaganda partidária durante o novo ano letivo. O comitê regional pretende estudar em todos os sentidos e generalizar a prática de dirigir a educação política por parte dos comitês distritais do Partido em Tchuguiev e Bogodukov, e editar um folheto relativo à atividade de um dos gabinetes do Partido.

Durante o verão muitos propagandistas freqüentarão cursos de aperfeiçoamento. A par de questões teóricas, estudarão ali os problemas relativos à prática da propaganda partidária; uma série de aulas serão dedicadas à troca de experiências adquiridas no trabalho de propaganda. O comitê regional do Partido toma providências no sentido, de assegurar elevado nível às conferências e aos estudos e de armar os alunos dos cursos com a experiência avançada do aprendizado político.

É tarefa de cada comitê urbano, de cada comitê distrital e de toda organização do Partido estudar sistematicamente, generalizar e empregar de maneira criadora, no exercício da direção, a riquíssima experiência acumulada pela propaganda partidária. É lamentável que alguns dirigentes do Partido não emprestem a devida significação ao estudo e à generalização da experiência adquirida pela propaganda partidária; absorvidos pela "rotina de todo o dia", não se dão ao trabalho de estudar profundamente suas atividades. Só se pode elevar o nível de direção da educação partidária acabando com tal atitude em relação a um dever da maior importância e necessidade. O estudo e a divulgação da experiência adquirida pela propaganda é um poderoso meio de melhorar a organização do aprendizado marxista-leninista.

       * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

«O marxismo é a ciência das leis do desenvolvimento da natureza e da sociedade, a ciência da revolução das massas oprimidas e exploradas, a ciência da vitória do socialismo em todos os países, a ciência da construção da sociedade comunista. O marxismo, como ciência não pode permanecer no mesmo lugar: desenvolve-se e aperfeiçoa-se Em seu desenvolvimento, o marxismo não pode deixar de enriquecer-se com uma nova experiência e novos conhecimentos; por conseguinte, algumas de suas fórmulas e de suas conclusões não podem deixar de modificar-se com o tempo, não podem deixar de ser substituídas por fórmulas e conclusões novas, que correspondam às novas tarefas históricas. O marxismo não admite conclusões e fórmulas imutáveis, obrigatórias para todas as épocas e todos os períodos. O marxismo é o, inimigo de todo dogmatismo."
J. Stálin

                                                 ***************************************************

                                                                    AOS LEITORES

A partir deste número, "PROBLEMAS" passa a publicar mais uma secção — "EXPERIÊNCIAS DO PARTIDO COMUNISTA DA UNIÃO SOVIÉTICA" —, na qual serão divulgados ricos e valiosos ensinamentos extraídos da vida e da atividade do glorioso Partido de Lênin e Stálin.

Com a instituição da nova secção não desaparecerá, porém, a intitulada "FIGURAS DO MOVIMENTO OPERÁRIO"; a publicação de ambas será alternada, aparecendo cada uma de dois em dois meses.

A DIREÇÃO