Centro de Documentação e Memória (CDM)
Revista Problemas - Revista Problemas

Mensagem ao Comitê Central do Partido Comunista da União Soviética

Luiz Carlos Prestes Publicado em 28.02.2012

Ao Comitê Central do Partido Comunista da União Soviética.

Ao Camarada G. M. Malênkov.

Foi com a mais profunda emoção que recebemos a infausta notícia do falecimento de IOSIF VISSARIONOVITCH STÁLIN, nosso estremecido camarada, mestre e guia, o maior amigo de nosso povo. Sentimos e avaliamos a extensão da perda irreparável que sofre neste instante toda a humanidade progressista e particularmente a classe operária e compartilhamos comovidos da dor imensa dos povos soviéticos que perderam com Stálin seu pai e chefe genial.

Em nome do Comitê Nacional do Partido Comunista do Brasil e em meu próprio nome, desejo expressar ao glorioso Partido Comunista da União Soviética, ao seu sábio Comitê Central e ao seu eminente líder, camarada Malênkov, o testemunho de nossa solidariedade sem limites e a certeza de que tudo faremos para tornar cada vez mais vivas entre o povo brasileiro as grandes idéias por que viveu e lutou o nosso grande e inolvidável camarada Stálin.

Mais do que nunca, estamos seguros de que o povo brasileiro, que sentiu profundamente a morte do camarada Stálin, jamais se deixará arrastar pelos incendiários de guerra norte-americanos a uma guerra de agressão contra a gloriosa União Soviética, pátria dos trabalhadores e oprimidos do mundo inteiro. À frente da classe operária e de todo o nosso povo, juramos erguer bem alto a gloriosa bandeira que nos indicou Stálin em seu sábio discurso no XIX Congresso, a bandeira das liberdades democráticas e da independência nacional, a bandeira da paz entre os povos e da luta contra os incendiários de guerra. Os ensinamentos que tivemos a ventura de receber do camarada Stálin, constituem para nós um legado precioso que juramos saber honrar, não poupando esforços para construir e consolidar nosso Partido à imagem e semelhança do glorioso Partido de Lênin e Stálin.

Sofremos imensamente com a perda irreparável do camarada Stálin, nosso pai e amigo estremecido, mas sentimo-nos fortes porque sabemos que seu glorioso Partido prossegue à frente de todos os trabalhadores a luta vitoriosa pela paz, pela democracia e pelo comunismo. Aproveitamos o ensejo para assegurar aos queridos camaradas desse provado Comitê Central stalinista, dirigido pelo camarada Malênkov, a certeza da dedicação e da fidelidade sem limites de todos os militantes de nosso Partido.

Com as nossas sentidas condolências, saúda-os fraternalmente.

Luiz Carlos Prestes