Escola do PCdoB
Notícias

Curso Nível III na Bahia recebe 66% de mulheres para formação

Cezar Xavier Publicado em 20.07.2017

O segundo Curso Nível III da Escola Nacional de Formação “João Amazonas”, em 2017, ocorreu entre 7 e 19 de julho, em Saubara (BA). Nessas duas semanas, dos 67 inscritos de 20 estados brasileiros, 66% eram mulheres que aprofundaram os conceitos do Marxismo-Leninismo, a última etapa de formação do PCdoB. 

O número de mulheres no último curso nacional de formação do PCdoB trouxe uma novidade ao ocupar 44 das 67 cadeiras do Curso Nível III da Escola “João Amazonas”, mobilizado entre 7 e 18 de julho, em Saubara (BA). O resultado é parte de um esforço das Secretarias Nacionais da Mulher e de Formação do PCdoB, para estimular a participação feminina no curso.

Segundo a secretária nacional de Mulheres do PCdoB, Liége Rocha, a direção aplica 5% do Fundo Partidário na capacitação das mulheres de diversas formas. "O objetivo é cada vez mais ampliar a participação das mulheres, cumprindo o objetivo de qualificar o desempenho delas em suas funções no Partido, nas entidades e na luta política", explicou a dirigente.

Os (as) participantes eram representantes do movimento sindical - comerciários, bancários, metalúrgicos, professores - da luta antirracista, do movimento pela igualdade de gêneros e do trabalho entre a juventude. Segundo o secretário-executivo da Escola Nacional, Altair Freitas, outro destaque importante foi a presença de 21 participantes diretamente vinculados ao trabalho de juventude. “Como é praxe, além das aulas, a turma teve momentos de leitura individual e atividades em grupos para diversas das aulas ministradas”, acrescentou.

A realização do curso na Bahia é parte do processo de descentralização do Curso Nível III, que, até então, era feito só em São Paulo. Segundo o secretário-executivo, Altair Freitas, estas medidas visam a fortalecer a Escola em outros estados e possibilitar maior participação de militantes. Este curso é uma parceria da Escola Nacional com a seção estadual da Escola na Bahia, que é a Escola Loreta Valadares, além de ser apoiado pela Fundação Maurício Grabois.

Com isso, o curso foi ministrado não apenas por professores da Escola Nacional, mas também por dirigentes do PCdoB da Bahia. Foram 14 professores (as), dos quais 6 novos (as), com atuação na Bahia.  “Dentre 14 professores(as), nove são dirigentes nacionais do PCdoB, o que concede ao curso uma forte interação entre os conteúdos tratados e o trabalho de direção geral do partido no país”, ressaltou Altair.

Durante o curso, o vice-presidente nacional do PCdoB, Walter Sorrentino, lançou seu livro "Anos em que vivemos em perigo - a crise brasileira", após sua aula na qual abordou a atualidade brasileira e o Programa Socialista do PCdoB. Seguiu-se uma sessão de autógrafos. 

Formação continuada

O curso tem estrutura de cinco núcleos de ensino e pesquisa que compõem o currículo da Escola: filosofia marxista, filosofia materialista dialética, economia política e desenvolvimento, estado e classes sociais, socialismo como necessidade histórica, e partido comunista. É voltado para dirigentes estaduais, de capitais, e das frentes de atuação do Partido (sindical, juventude, negros, mulheres, LGBT...)

O último Curso Nível 3 ocorreu em janeiro de 2017, em Cajamar (SP), somando 127 participantes formados neste nível, nestes ano. Ao longo do ano, em todo o país, ocorrem turmas do Curso Nível 2 (Conceitos Básicos do Marxismo Leninismo), Cursos do Nível 1 (Curso do Programa Socialista-CPS) e o Curso de Iniciação ao Marxismo Leninismo.

Após concluída esta etapa de 90 horas de carga entre aulas e atividades, existem cursos de formação continuada, os Estudos Avançados, para dirigentes e professores da Escola.

O Seminário Nacional dos Estudos Avançados será realizado entre 28 e 30 de julho, em São Paulo. Será a quinta edição dos Seminários, quando a “Questão Nacional” estará em debate. É um tema de alta relevância, em decorrência da realidade mundial ser marcada pela globalização financeira e, no caso brasileiro, por um governo golpista que impõe uma pauta ultraliberal e neocolonial.

Conferencistas como o vice-presidente do PCdoB, Walter Sorrentino, o presidente da Fundação Maurício Grabois, Renato Rabelo, os historiadores Júlio Velloso, Ana Lucia Danilevcz e Paulo Visentini, os economistas Dilermando Toni e Eduardo Costa Pinto, assim como o geógrafo Elias Jabbour, desenvolverão o tema que será parte dos debates ao 14º Congresso do PCdoB, a ser realizado entre 17 e 19 de novembro, em Brasília (DF).

O evento não é aberto ao público, mas exclusivo para convidados (as), e ocorrerá na sede nacional do PCdoB (R. Rego Freitas, 192), em São Paulo.

 

 


Galeria de Fotos

Curso Nível III na Bahia recebe 66% de mulheres para formação