Notícias

14ª Conferência Municipal do PCdoB em Belém consagra candidatura própria à prefeitura.

Tribuna do Pará Publicado em 10.11.2015

Em clima de unidade política e comemorações pela passagem dos 98 anos da Revolução Russa, exatamente no dia 7 de novembro, no plenário da Câmara Municipal de Belém, o PCdoB realizou a sua 14ª Conferência Municipal, norteada pelo debate sobre a Conjuntura Nacional o governo Dilma, e a cruzada comunista na defesa da democracia e do campo popular.

A vitória da revolução proletária nas heroicas jornadas de outubro de 1917, determinando o surgimento da União Soviética, significou o início de uma nova etapa no movimento revolucionário mundial. A luta da classe operária e dos povos oprimidos de todo o mundo foi profundamente reforçada e tomou um impulso poderoso, sem precedentes. A Grande Revolução Socialista de Outubro não só constituiu o maior exemplo e o melhor estímulo à luta dos povos por sua libertação, como também a instauração do Poder Soviético numa sexta parte do globo terrestre rompeu pela primeira vez a cadeia da frente imperialista, assestando um rude golpe em todo o sistema capitalista, contribuindo deste modo poderosa e decisivamente para a luta emancipadora de todos os povos.

O proletariado brasileiro foi despertado como classe para a luta política, começando a tomar consciência do seu papel dirigente da luta pela emancipação nacional e social de todo o povo brasileiro. Foi ao influxo da Revolução de Outubro que se organizou em nossa terra o partido independente da classe operária — o Partido Comunista do Brasil, vanguarda e estado-maior das forças da revolução no país.

Foi assim, ao calor da solidariedade à Rússia Soviética, que transcorreu a 14ª conferência municipal em Belém, que reuniu cerca de 1137 filiados na base em todo o processo com a presença de 162 delegados e delegados na plenária final.

Ao longo dos trabalhos do dia a conferência exitosa contou com a presença de diversas lideranças políticas, parlamentares, entidades de classes, artistas, estudantes, sindicalistas e intelectuais.

Com 162 delegados eleitos em 40 bases militantes, que reuniram 1.137 militantes,   debateu os rumos e caminhos para Belém, a partir de uma avaliação que é preciso deslocar, derrotar o governo tucano do prefeito Zenaldo, que nada faz por Belém deixando sua população na penúria e no sofrimento, com carência em todas as áreas de nossa cidade,as ruas sem saneamento, na escuridão, a saúde abandonada, a violência e criminalidade nas alturas.

A 14ª conferência municipal apontou a candidatura do deputado estadual Lélio Costa (PCdoB) à prefeito de Belém, tendo como tarefa agregar ao projeto as forças progressistas e democráticas, em defesa da vida e das liberdades, contra o obscurantismo e toda forma de opressão.

E desde já fazer a marcha em todos os bairros de Belém, para construir o programa junto com a sociedade, dialogando com sua população, assim como a pré candidatura a Prefeito, ajudará a manter as 2 cadeiras de vereador, e buscar ampliar uma 3a vaga, o que anima nossa chapa própria de vereadores.

De acordo com a presidente Jorge Panzera, é preciso fazer o debate de ideias de forma altiva, revelando o que Zenaldo e Eder Mauro representam para a cidade. “Vamos enfrentar nas ruas, nas redes sociais, em todos os espaços. Porque somos os que se agigantam na hora do enfrentamento. Para isso, precisamos que os movimentos sociais cumpram seu papel na contraofensiva para barrar o retrocesso”.

O presidente do Comitê Municipal de Belém, Aroldo Carneiro,  foi uma conferência exitosa,  que mobilizou o partido seus amigos, filiados, militantes nos quatro cantos
da cidade, fortalecendo o PCdoB na Capital. Por fim elegemos 35 dirigentes municipais para a gestão 2015/2017.

“Precisamos mostrar o nosso diferencial. Não somos um partido que só aparece em eleições. Somos um partido nacional permanente. Do povo, das mulheres, da juventude, dos negros. Dos que querem ver o país crescer”, disse o deputado Lélio Costa.

Lélio destacou ainda que o PCdoB tem a certeza de que quer oferecer uma proposta para Belém com a sua cara, para mudar a triste realidade em que vive o povo da cidade. “O Partido me deu esta tarefa de falar para a cidade, e eu não fugirei da batalha. Não declinarei da oportunidade de dizer olho no olho daqueles que representam o obscurantismo e as milícias que Belém não merece esse sofrimento”.

Participaram o vereador Moa Moraes, a assessoria da Vereadora Sandra Batista, e diversos camaradas das entidades UNE, UBES, UMES, CONAM, FEMAMB, MOHAB, ASTEMPA, UNEGRO, CEMJA, CTB, UBM e outras.

Estiveram presentes no ato de candidatura própria do PCdoB: Iran Lima (Deputado Estadual PMDB), Edmilson Rodrigues (Deputado Federal PSOL), Soldado Tércio (Deputado Estadual PROS), Apolônio Brasileiro (Presidente Municipal do PT), Marcão Fonteles (Presidente CTB), Jorge Lucas (Representante da UJS), Aroldo Carneiro (Presidente Municipal do PCdoB), Wanja Lobato (liderança de luta pela moradia), Jairo do MOHAB, Jorge Panzera (Presidente PCdoB), Regina Martins (UBM) e o Pastor Ivanildo Ferreira (Representando o Pastor Samuel Câmara - líder religioso da Assembleia de Deus na Amazônia) e Jorge Farias, presidente do PCdoB Ananindeua e da defesa da Igualdade Racial da OAB PA.