Notícias

A influência da Revolução Russa na trajetória de um metalúrgico negro

Divulgação Publicado em 26.04.2017

A Conferência promovida pelo CEDEM UNESP no próximo dia 10 de maio, 4º feira, às 18h30, traz o brasilianista John French para contar a história do metalúrgico Eloy Martins.

O brasilianista John French, da Duke University (EUA), resgatará questões sociais e políticas do país surgidas durante o século XX, a partir do itinerário do metalúrgico Eloy Martins (1911-2005), neto de escravos africanos, nascido no Estado do Rio Grande do Sul. Desde cedo Martins identificou-se com o movimento revolucionário brasileiro, cujo impulso foi muito influenciado pela Revolução Russa de 1917. Em 1928 ingressou no Bloco Operário e Camponês (BOC) e, em 1933, no Partido Comunista do Brasil (PCB).

Martins militou entre os operários do Sul. Atravessou as ditaduras do Estado Novo (1937 – 1945) e a Militar (1964 – 1985). Viveu na clandestinidade. Foi preso em 1971, em São Paulo, na região do ABC, aos 60 anos de idade. Foi torturado e permaneceu encarcerado até 1973. “Sua vida ilumina a influência exercida pela Revolução Russa nos movimentos de esquerda do Brasil”, assinala French, que considera o evento de 1917 um ícone da modernidade global do qual se originou o mais ambicioso movimento político internacional.

Conferencista:
Prof. Dr. John French – Professor do Departamento de História da Duke University (EUA). Historiador da América Latina contemporânea, especializado em Brasil. Em 2004 publicou a obra Drowning in Laws: Labor Law and Brazilian Political Culture, na qual examina as origens da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e o papel que desempenhou na formação cultural e política da classe trabalhadora brasileira.Ultimamente vem realizando estudos, inclusive no CEDEM, para a elaboração do livro A astúcia política de Lula: do sindicalismo à presidência no Brasil. O trabalho ocorre no âmbito de um projeto de pesquisa internacional, co-organizado por French, sobre a possibilidade de aprofundar a democracia e combater as desigualdades.  

Apresentação:
Profa. Dra. Sonia Troitiño– Coordenadora do CEDEM. É professora da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp, Câmpus de Marília.

Debate Cedem
A influência da Revolução Russa na trajetória de um metalúrgico negro
Data e horário: 10/05/2017, 4ª feira às 18h30
Local: Praça da Sé, 108 – 1º andar (metrô Sé)
Informações: (11) 3116–1701

Inscrições gratuitas: http://www.cedem. unesp.br/#!/evento1

E-mail: eventos@cedem.unesp.br
www.cedem.unesp.br
https://www.facebook.com/ Cedem_unesp_oficial- 718842781598083

*Certificado de participação será retirado no dia do evento