Prosa@Poesia

Boa Justiça

Paul Éluard Publicado em 19.07.2007

*

Eis a ardente lei dos homens
Das uvas fazerem vinho
Do carvão fazerem fogo
Dos beijos fazerem homens

Eis a dura lei dos homens
Não perder a integridade
Mesmo em guerras e misérias
Em perigo até de morte

Eis a doce lei dos homens
Poder d’água fazer luz
Dos sonhos realidade
Dos inimigos irmãos

Uma lei antiga e nova
Que se torna mais perfeita
Do coração da criança
Às alturas da razão

 

Antologia da Poesia Francesa (do século IX ao século XX)
Organização: Cláudio Veiga
Editora Record – edição 1991