Vídeos

Aliança PCdoB e PT

Walter Sorrentino Publicado em 08.08.2018

O vice-presidente do PCdoB, Walter Sorrentino comenta a aliança do PCdoB com o PT, colocando Manuela como vice de Lula.

Há momentos na política que são cruciais. E estamos vivendo um momento desse tipo.

O maior líder popular do nosso país, de repercussão internacional, está preso, e nós travamos o grande combate para tirar o país da crise, salvar a democracia e os direitos do povo.

O PCdoB travou o bom combate. Orientou-se por um sentido estratégico. Este sentido de recuperar o Brasil para o seu povo.

E, nesse sentido, fizemos uma jornada vigorosa com essa vibrante candidatura de Manuela d´Ávila que transformou-se numa referência pública, com sua grande capacidade e carisma, vocalizando a orientação do Pcdob de buscar a convergência programática entre as forças da esquerda política e social, as forças progressistas e democráticas, para que a gente vença as eleições pela quinta vez consecutiva.

Neste bom combate fomos até o final, determinados, mas nos deparamos com as situações concretas em que a esquerda brasileira se apresentou fragmentada.

Nós, com Manuela à frente, defendemos finalmente a unidade possível. Porque o que está em jogo é o Brasil, não os interesses particularistas de um partido ou de outro.

A unidade possível se deu em torno de Lula, candidato à Presidência da República apresentado na convenção do PT, o maior líder popular do país, um líder reconhecido internacionalmente e, que, mesmo preso, ostenta 30% das intenções de voto nas pesquisas eleitorais, caminho para a nossa vitória.

O resultado é que Lula e Manuela encabeçarão esta grande jornada Brasil afora.

Até que se consolide a estabilidade jurídica da candidatura Lula, Fernando Haddad, um grande político, um homem de respeito e de grande capacidade intelectual e gestora, vocalizará a orientação de Lula.

Consolidada a estabilidade jurídica, este é o plano: Lula e Manuela a frente dos brasileiros para uma mensagem de esperança ou Haddad e Manuela, do mesmo modo, ombro a ombro, liderando esta grande jornada, desde hoje, engrandecendo o papel de Manuela, o papel do PCdoB, o papel do PT e o papel de Fernando Haddad.

Assim, se vê que circunstancias excepcionais exigem soluções excepcionais.

Esta foi uma construção da grande política. Uma construção que nos põe à frente desta grande jornada, onde o Pcdob avulta.

Este é o resultado que melhor favorece o Brasil, este é o resultado que melhor favorece a esquerda brasileira e as forças progressistas. Este é o resultado que permite a vitória contra a direita conservadora do Brasil, que está aí com uma agenda, a Ponte para o Futuro, que está levando o Brasil ao buraco.

Este é o melhor resultado para que o PCdoB persiga os seus objetivos próprios eleitorais com a reeleição de Flávio Dino no Maranhão e com a bancada federal ampliada e robusta, para que a gente siga fortalecendo a unidade e a esquerda brasileira.

E o que mais nos enche de alegria, esta grande projeção que obterá Manuela d´Ávila a frente de nosso partido com sua grande capacidade, que vai ser conhecida de todos os brasileiros, neste ambiente largo, onde 30% optam pelo nosso caminho.

E serão ainda mais, porque o Brasil precisa de nós, Manuela está a serviço desta causa e o Pcdob tem essa tradição: tomada uma orientação política, nos unimos em torno dela, sem prejuízo do debate que tem que ser feito internamente, porque exatamente foi em circunstancias excepcionais.

Estamos muito confiantes. As forças progressistas do Brasil têm porque confiar neste caminho. Esta é a nossa contribuição ao lado dos demais candidatos como Ciro Gomes, e outros. Nós faremos essa bela jornada. Estamos muito confiantes e pedimos a confiança de todos vocês.

Viva Lula e Manuela ou Haddad e Manuela! Abraço.

Walter Sorrentino

Vice-presidente nacional e secretário de Política e Relações Internacionais do PCdoB