Artigos

Noventa e nove anos, rumo ao centenário

Renato Rabelo Publicado em 28.03.2021

Abaixo, a íntegra da intervenção do Presidente da Fundação Maurício Grabois e ex-presidente do PCdoB, Renato Rabelo, no ato virtual em comemoração aos 99 anos de fundação do Partido Comunista do Brasil. "Neste 25 de março o PCdoB comemora 99anos, rumo ao seu centenário".

Renato Rabelo em ato dos 99 anos do PCdoB

Saudamos com júbilo e orgulho este excepcional acontecimento. A extensa história do Partido Comunista do Brasil se confunde com a própria história recente do Brasil.

Assim, decorreram 99 anos, aproximando-se do centenário. Pergunto, tal existência é resultante de vontades subjetivas, de ímpetos de desejos? Respondo: apenas isto, não forneceria a fonte real da longeva existência do Partido Comunista, como forma histórica.

A verdade é que, a sua fundação decorreu de grandes transformações no Brasil e no mundo, e do amadurecimento da jovem classe operaria brasileira. Esta situação instou um grupo intrépido de trabalhadores a criar o Partido Comunista do Brasil. Não se tratava de organizar um partido qualquer para “melhorar” o capitalismo, mas para suplantá-lo.

Em que consiste então a sua longa existência? As contradições do curso capitalista agravam em montante a realidade social, que temperam na luta, o anseio por uma mais avançada época civilizacional. Qual seja, a superação da exploração e da dominação do homem pelo homem – a emancipação dos trabalhadores e, por consequência, de toda humanidade.  

Este horizonte radiante, em seguimento, tem sido alimentado pelo crescente limite histórico do capitalismo a esse avanço civilizacional. Esta é a fonte da existência histórica do PCdoB, cuja origem, desponta mundialmente, desde o lançamento do celebre Manifesto do Partido Comunista, por Karl Marx e Frederic Engels, em 1848.

Todo esse propósito engendra o caminho percorrido pelo Partido. Sua saga no Brasil está marcada pela persistente luta pela democracia e pela liberdade política; pela construção da Nação encimada pela soberania nacional; pelo progresso social rematado pelo desenvolvimento nacional, focado na emancipação de todo o povo e dos povos do mundo, na sua visão internacionalista.

O PCdoB tem como corrente socialista programática, a linha estratégica para superação das contradições estruturais do país, elaborar e disputar a hegemonia política por um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento – caminho brasileiro para a transição socialista.

Assim, o Partido nunca se afastou, mas em contrate, sempre manteve o sentido estratégico de unir todas as forças políticas e sociais empenhadas na transformação progressista da nossa sociedade – UMA MARCA CONSEQUENTE DO PCDOB.

Hoje, neste Ato simbólico e comemorativo da fundação do PCdoB nos encontramos em um período regressivo da nossa jovem Nação.

O Brasil vive uma verdadeira tragédia humanitária, tornando-se epicentro da pandemia. A luta pela vida se impõe prante toda a Nação. Nesta hora, acontece um fato sem precedentes na nossa história: o presidente da República age diretamente numa atitude negacionista, obscurantista, irresponsável, criminosa.

Torna-se aparente que Bolsonaro age conscientemente como pretexto para justificar uma intervenção de exceção, fora do Estado democrático de direito.

E mais ainda nesses momentos, temperado na defesa da democracia e do pluralismo partidário que, o PCdoB é indispensável à democracia.

Viva os 99 anos do PCdoB!