Especiais - Haroldo Lima, presente! Hoje e sempre!

Haroldo Lima homenageia mártires da chacina da Lapa

Cezar Xavier Publicado em 24.03.2021

Na terça-feira, 13 de dezembro de 2016, o Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo foi ocupado pelos sobreviventes e herdeiros da resistência à ditadura militar. Haroldo Lima, falecido neste 24 de março de 2021, foi um dos presos e torturados que esteve no palco para lembrar os camaradas de luta.

Foram lembrados os mártires da Chacina da Lapa, Pedro Pomar, Ângelo Arroyo e João Batista Drumond, membros do Comitê Central do PCdoB, que participavam de uma reunião numa pequena residência na Lapa, bairro tranquilo da Zona Oeste de São Paulo. No dia 16 de dezembro de 1976, uma operação militar invadiu a casa e metralhou os dirigentes comunistas Pomar e Arroyo, sequestrando e torturando os demais em seguida, o que levou à morte de Drumond.