Notícias

Um centenário para se ver, sentir e impulsionar a jornada transformadora

Redação Publicado em 09.12.2021

Livro de imagens retrata a história de cem anos de lutas e conquistas do Partido Comunista do Brasil. Disponível gratuitamente em versão eletrônica (abaixo) é um resgate de parte da luta do povo brasileiro. Veja a apresentação dos Editores.

Livro iconográfico comemorativo dos 100 anos do PCdoB Foto: Reprodução

Este conjunto iconográfico tem uma história de cem anos de lutas e conquistas. Retrata, sinteticamente, a trajetória do Partido Comunista do Brasil, entrelaçada à história brasileira. São fotos, cartazes, capas de jornais, livros e revistas, pinturas, desenhos, charges e mapas. Contém razão, emoção, tristeza, alegria, resistência, esperança. E, sobretudo, amor e coragem pelo Brasil.

Em tempos de aviltamento e descrença da política, são imagens que têm uma eloquência especial. Proclamam uma política maiúscula, que há um século impulsiona mulheres e homens em nossa pátria a viverem, e, não raro, a morrerem, por um país liberto, soberano, democrático e socialista.

História centenária, completada em 25 de março de 2022, que empolga, mobiliza e energiza, refletida nesta publicação que retrata a presença do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) nos grandes acontecimentos desde a sua fundação.

Muito se estudou, debateu e publicou sobre o comunismo e o Partido Comunista do Brasil em nosso país. Imagensintervém neste debate com linguagem específica. O texto é uma guarnição. O prato principal fala direto aos olhos, e destes ao coração. A imagem é a linguagem que esclarece e ensina, seja ao mais erudito estudioso do tema, seja ao grande público, dos militantes aos principiantes e apolíticos.

Este livro é um projeto da Fundação Maurício Grabois presidida por Renato Rabelo, instituição de estudos e pesquisas do PCdoB. O Centro de Documentação e Memória (CDM) da Grabois coordena o projeto. Imagens procura espelhar o percurso de um século do PCdoB, dele retratando vitórias e acertos, derrotas e erros. E, sobretudo, a capacidade derivada de sua teoria, o marxismo, de renovar-se sempre a partir do verde da vida. Por isso, como proclama a presidente Luciana Santos, o Partido é centenário e contemporâneo, longevo e jovem.

São imagens que provêm do CDM e de um sem-número de fontes, desde grandes acervos até álbuns familiares. Sempre que possível, estão devidamente identificadas. Eventuais lacunas ou equívocos, informe-nos e, desde já, registramos nossas desculpas.

Acesse o livro clicando na imagem abaixo:

 

 
Livro iconográfico (Foto: Reprodução)

Os editores agradecem aos que colaboraram com o registro e a conservação das imagens da história de luta dos comunistas do Brasil. Os vinte e um anos de ditadura militar foram tenebrosos também para a documentação iconográfica. Dos/a guerrilheiros/as do Araguaia, por exemplo, não se conhece sequer todos os retratos. Os remanescentes do regime dos generais insistem em não abrir todos os seus arquivos. Outra parcela destes já está disponível, porém ainda não passou pela garimpagem capaz de trazer à luz seus segredos e tesouros.

Enfrentamos esses desafios buscando a excelência do resultado. E dirigimos um apelo a todas as pessoas, físicas e jurídicas, que tenham, ou conheçam, material relativo ao tema para resgatar todo esse rico acervo. Parafraseamos Manuel Bandeira, o poeta recifense colaborador na imprensa comunista que descobriu Ouro Preto para a modernidade, quando a cidade sofreu uma terrível chuvarada de verão: “Meus amigos, meus inimigos, salvemos Ouro Preto”.

Esta obra está em construção. Tem sentido didático e é gratuita. Passará por acréscimos, correções e revisões, tendo em vista uma edição definitiva planejada para o centenário do PCdoB.
Leitor, leitora, você pode interagir, ajudar a concluí-la de várias maneiras: indicando erros e propondo correções, enviando fotos e imagens e fazendo sugestões. Mande suas mensagens para: [email protected]

Boa leitura! Acesse, divulgue, compartilhe!
Os editores.
Dezembro de 2021.